Sarah Lucas






"Sarah Lucas é uma das figuras chave da nova cena artística londrina, que adquiriu uma reputação lendária nos anos 90. Em 1993, ela e Tracey Emin geriram uma pequena loja em segunda mão que se tornou famosa como ponto de encontro para jovens artistas, que rapidamente fizeram nome no mundo artístico internacional enquanto prosseguiam as suas próprias estratégias independentes. Emin e Lucas eram consideradas mulheres de armas, mulheres rebeldes que não tinham medo de incluir conteúdos sexuais óbvios no seu trabalho e de retratarem a si próprias como 'imorais'. Lucas apresenta frequentemente temas autobiográficos e trasnforma-os em esculturas grotescas e extremamente artificiais. O seu trabalho está cheio até à exaustão de alusões provocadoras aos órgãos genitais femininos e masculinos, autodestruição, depressõa e morte. Ela encontrou a sua inspiração para 'The Fag Show' de 2000, no seu recentemente adquirido vício de fumar. O Museu freud em Londres foi um cenário particularmente adequado para a sua exposição Beyond The Pleasure Principle de 2000, para a qual ela usou cadeiras com claras conotações sexuais, como sutiãs, meias e cuecas, esticados sobre o mobiliário, enquanto brotavam grotescasmente das costas das cadeiras pernas femininas finas e inertes. Estas esculturas antropomórficas de cadeiras foram integradas em salas da casa de Freud, o epicentro da psicanálise, onde ele descreveu os problemas da histeria em relação à qual, segundo ele, as mulheres eram extremamente atreitas. Numa mistura de sensibilidade e agressão, a arte de Lucas desafia constantemente a visão masculina esteriotipada da mulher."

In: Art Now, Taschen.

http://www.artcyclopedia.com/artists/lucas_sarah.html