Tracey Emin








"Para mim, ser artista não é só fazer coisas bonitas ou as pessoas darem palmedinhas nas costas; é uma comunicação, uma mensagem."*


A forma momentos da sua própria biografia são interligados com a experiência coletiva é claramente visível em Everyone I Have Slept With From 1963-1995, um trabalho de 1995. As paredes interiores da pequena tenda foram cobertas de letras recortadas e coloridas formando os nomes daqueles que partilharam a cama com a artista durante este período de tempo. Entre eles, os primeiros namorados e namoradas, membros da família, o seu irmão gêmeo e claro, os amantes posteriores.


Na instalação Exorcism Of The Last Painting I Ever Made de 1998. É a reconstrução do seu próprio estúdio em um museu e incluía roupa pendurada numa corda, quadros encostados nas paredes, uma cama desfeita, embaçagens vazias de cigarros, diversos objetos mundanos e desenhos e untesílios da pintura espalhados de forma caótica pelo chão e um vídeo mostrava a artista nua, apresentando a execução de uma pintura.

Em 1995, a artista fundou seu próprio museu em Londres: O Tracey Emin Museum. Na atmosfera privada de um apartamento alugado em Waterloo Road.
*In: Mulheres Artistas. Taschen.